​© 2013 por Luisa Restelli


 

  • Instagram
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco

Psicoterapia Corporal

A psicoterapia corporal reichiana é uma linha clínica da psicologia, originalmente criada por Wilhelm Reich, na qual percebe-se o ser humano como uma unidade psicossomática, em que corpo e mente formam um sistema integrado indissociável. O corpo reflete nossas emoções da mesma forma que o que acontece no corpo também reflete em reações emocionais.

 

Desta forma, a terapia, nesta abordagem, não usa somente o trabalho verbal como ferramenta terapêutica mas também, quando necessário, trabalhos corporais para ajudar a elaborar e entrar em contato com o que precisa ser trabalhado a nível psíquico, emocional e bioenergético. 

 

 

 

 

 

Devido a diversidade de recursos terapêuticos, esta abordagem se torna eficaz tanto para o tratamento de questões psicológicas como:

 

. depressão

. fobias

. ansiedade

. baixa autoestima

. compulsões

. dificuldades de relacionamento humano e afetivo

. perdas

. timidez

. dificuldade de posicionamento

. dificuldade de foco e concentração

. pensamentos repetitivos e angustiantes

. traumas

. insegurança

. e demais questões emocionais

 

Como para muitos distúrbios orgânicos como: 

 

. hipertensão

. asma

. dores de cabeça

. gastrite

. obesidades

. tiques

. bruxismo

. dores musculares tensionais

. disfunções sexuais

. distúrbios menstruais e ginecológicos

. e demais distúrbios orgânicos

Como isso me ajuda? 

Como funciona? 

O corpo é o inconsciente visível.

 

Wilhelm Reich

"

"

Toda mobilização emocional gera uma reação corporal da mesma forma que toda reação corporal gera uma mobilização emocional. Com isso, Reich descobriu que todo distúrbio psicoemocional está associado a distúrbios corporais (anatômico-fisiológico). Tais distúrbios corporais foram denominados por Reich de couraça, devido à sua função de contenção emocional. A formação da couraça (encouraçamento) inclui alterações musculares (tensão ou flacidez), viscerais, respiratórias, circulatórias, sensoriais e hormonais.

 

Desta forma, a psicoterapia corporal propõe um trabalho psicoterapêutico que, unido à escuta clínica e ao trabalho verbal psicodinâmico, inclui trabalhos corporais que visam a dissolução da couraça, acompanhados da liberação de impulsos e emoções reprimidas e da elaboração dos conteúdos psíquicos associados.

 

 

Alguns trabalhos corporais da prática clínica são:

 

. Respiração: Toda contenção emocional envolve uma contenção da respiração. Essa contenção respiratória pode ocorrer a nível torácico ou diafragmático, e a contenção pode ser da inspiração ou da expiração. Em cada caso utilizam-se técnicas próprias de desbloqueio juntamente com o trabalho das questões emocionais associadas.

 

. Actings ou movimentos desbloqueantes: São ações corporais voluntárias repetidas, que reproduzem e ativam funções importantes no processo de contato, expressão afetiva e elaboração das questões emocionais. Existem inúmeros tipos de actings que são utilizados para o desencouraçamento de cada região do corpo.

 

. Técnicas de toque e massagem: A massagem reichiana utiliza toques específicos, visando a recuperação da tonicidade da musculatura, dissolução de tensões crônicas e o retorno funcional do fluxo bioernergético pelo corpo. Cada músculo e área corporal estão ligados a determinadas emoções e conteúdos psíquicos reprimidos.

 

. Outras técnicas: Movimentos oculares e fotoestimulação, trabalhos de expressão sonora; visualizações; técnicas posturais e de equilíbrio; expressões faciais; movimentos expressivos dos membros; alongamento; e técnicas vivenciais.